segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Depilação a laser: como funciona?

O calor chegou! E com ele a vontade de se livrar dos pelos definitivamente aumenta, não é mesmo? Encontrei uma matéria no Estadão onde a dermatologista Valéria Campos, referência no Brasil quando  o assunto  é tratamentos a laser, tira todas as dúvidas sobre este tipo de depilação. Leiam e se quiserem saber mais, ela tem um blog bem bacana!

* Os trechos da entrevista abaixo foram retirados da matéria PELE LISINHA, de Angélica Sales para o Suplemento Feminino do Estadão.
 
Como é a depilação a laser? O laser é uma fonte de luz. Quando essa luz é emitida, entra dentro da pele e busca o pigmento que dá cor ao pelo. Só quando ele é encontrado é que o calor é liberado. Esse aquecimento, rápido e localizado, leva à destruição completa ou parcial do pelo. Se for bem feito, aquele pelo não voltará a nascer.


O procedimento é mais eficaz em quem tem pele clara? Sim. Como a busca é pelo pigmento, quanto mais grosso e preto for o pelo, maior a chance de ele ser destruído em uma única sessão. Na pele clara, ele se destaca. Mas quando o laser é usado em pessoas mais morenas ou bronzeadas, a cor da pele compete com a cor do pelo na hora em que a luz entra. Para contornar esse problema, quem tem essas características deve procurar clínicas que possuam equipamentos com duração de pulso superlonga, que são específicos para esse fim. É bom saber também que é mais difícil eliminar pelos claros.

 Qualquer pessoa pode fazer? Não há restrições. Até crianças podem fazer. Mas quando você faz numa menina, antes da menarca, podem surgir novos pelos depois da primeira menstruação. O mesmo ocorre na menopausa: pode nascer outro pelo, mas aquele que foi removido nunca mais vai voltar.

Quantas sessões são necessárias e qual a média de preço? Depende da quantidade de energia usada. Com a minha experiência, prefiro usar energias mais altas, assim elimino os pelos em menos sessões. Mas há quem prefira usar laser mais fraco. É importante dividir essa decisão com o paciente: ele quer um tratamento mais forte ou mais fraco? Para não criar muitas expectativas, eu diria, de modo geral, que cinco sessões são suficientes. Por uma questão de ética médica, não posso falar sobre preços. Mas vale um aviso: desconfie se uma sessão custar menos do que R$ 300.

O que as mulheres mais pedem? E os homens? Elas querem depilar virilha, buço e axilas. Já os homens querem acabar com o pé da barba, porque são pelos que geralmente encravam. E muitos adolescentes querem tirar a barba toda e os pelos do peito. O risco é se arrepender no futuro, porque o procedimento é definitivo. 

Como escolher um bom profissional? Em primeiro lugar, cheque se a clínica tem um médico responsável: essa é uma exigência do CRM (Conselho Regional de Medicina). Outra dica é procurar profissionais que sejam membros da Sociedade Brasileira de Dermatologia (www.sbd.org.br ). Os sites da Anvisa (www.anvisa.org.br ) e do FDA (www.fda.gov ) também informam sobre os equipamentos. Mas o importante mesmo é suspeitar de clínicas que oferecem pacotes milagrosos, com inúmeras sessões a, por exemplo, R$ 50. Algumas utilizam equipamentos fracos, que não são aprovados pela Anvisa. Eles apenas afinam e clareiam o pelo – e, nessas condições, não dá mais para removê-lo. Ou seja, a pessoa gasta mais tempo e dinheiro e volta para casa com mais pelos do que antes. Então, na dúvida, peça ajuda ao seu dermatologista: ele certamente vai indicar um profissional sério.

Um comentário:

  1. Nossa, muito bom!

    Beijinhos ;*

    http://noostillo.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vinda! O que achou do post? Este cantinho também é seu, sinta-se à vontade para comentar, perguntar, sugerir ou mesmo criticar... Um grande beijo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...