quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Sorria!

Sabe aqueles dentes branquíssimos e aquela boca perfeita de dar inveja que nós vemos nas beldades das novelas de televisão? Pois então! Saiba que é possível ter essa aparência sem gastar fortunas com clareamentos e tratamentos que nem sempre dão certo...

Bom, os nossos ossos e dentes necessitam de cálcio, vitamina D, fósforo, magnésio e flúor. Produtos contendo soja enriquecida com cálcio, peixes em conserva, laticínios, figo seco e vegetais de folhas verdes são excelentes para os nossos dentes e portanto, bem vindos na nossa alimentação diária.

Porém o excesso de cafeína (café, refrigerantes cola) desidrata e pode impedir a absorção do cálcio pelo organismo. Também pode manchar os dentes, assim como o cigarro e o vinho tinto, por isso é importante visitar o dentista regularmente para fazer limpeza dentária.

Além disso, os alimentos ricos em vitamina B (grãos integrais, legumes e extrato de levedura) previnem a secura labial. E os que são ricos em vitamina C (frutas e vegetais) fortalecem o sistema imunológico e inibem a ação do vírus que causa herpes labial.

Outra dica fundamental é para prevenir o mau hálito (halitose), muitas vezes, causado pela secura da boca e dos lábios.  Por isso beba muita água para evitar a desidratação. A cebola (que contém enxofre), o alho, os alimentos picantes, o álcool e alguns medicamentos podem produzir mau hálito. Escove os dentes depois de comer ou beber essas substâncias, e logo após a ingestão de laticínios, peixe e carne. O jejum e algumas dietas pobres em carboidratos também podem causar um hálito desagradável, bem como os resíduos alimentares alojados entre os dentes ou nas fendas da língua. Para garantir um hálito fresco, escove os dentes e a língua e utilize fio dental regularmente.

Lá do tempo da avó!

Mastigar salsinha e sementes de cardamomo é uma maneira de refrescar o hálito, praticada há séculos. Como alternativa você pode mascar xilitol, um adoçante presente no chiclete sem açúcar, que tem efeito antibacteriano e que, após as refeições, aumenta o fluxo de saliva e ajuda a limpar os dentes.

Depois de colocar em prática todas essas dicas, pode  SORRIR a vontade!

2 comentários:

  1. Ótimas Dicas, realmente a gente fica babando com esses dentes de novela sabendo que pode ter sem gastar muito.

    ResponderExcluir
  2. Mau hálito é tema de Congresso Internacional em São Paulo

    Pesquisadores, médicos e dentistas se reúnem para traçar diretrizes para diagnóstico, tratamento e prevenção do mau hálito no Brasil

    De acordo com a Academia Americana de Otorrinolaringologia (AAO-HNS), que congrega o maior número de otorrinolaringologistas no mundo, a Halitose (mau hálito) atinge um quarto da população mundial. Apesar disso, o conhecimento sobre o problema no Brasil ainda é pouco disseminado. Com mais de 60 causas sistêmicas e patológicas já identificadas, a Halitose causa sérios transtornos emocionais para seus portadores e para as pessoas que com eles se relacionam. Os especialistas no assunto afirmam que o problema causa dificuldade nos relacionamentos pessoais, constrangimentos em ambiente de trabalho, isolamento social e perda da auto-estima.

    A fim de criar diretrizes para Halitose no Brasil e sensibilizar os profissionais da saúde envolvidos na prevenção, diagnóstico e tratamento do problema, será realizado o II Encontro Internacional de Halitose no Brasil, nos dias 8 e 9 de novembro, em São Paulo. Com organização da APCD (Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas), o evento científico conta com o apoio da ABO (Associação Brasileira de Odontologia), ABCD (Associação Brasileira de Cirurgiões Dentistas), FBG (Federação Brasileira de Gastroenterologia), SOBRAPE (Sociedade Brasileira de Periodontologia) e ISBOR (International Society of Breath Odor Research).

    “A importância desse encontro é reunir, pela primeira vez após dez anos, um time formado por médicos, dentistas e pesquisadores consagrados, que abordará, de forma interdisciplinar, as melhores práticas mundiais sobre como prevenir, diagnosticar e tratar o problema”, afirma Celi Vieira, dentista pesquisadora e especialista em halitose da Universidade de Brasília (UnB), uma das palestrantes do evento.

    Entre os demais palestrantes nacionais e internacionais, estão: Antonio Wilson Sallum, professor e pesquisador (FOP-UNICAMP); Denise Falcão, dentista (UnB); Estelita Betti, médica (Hospital Albert Einstein); Paulo Carvalho, médico (Hospital Albert Einstein); Ken Yaegaki, dentista (Universidade de Tóquio, no Japão); Mel Rosenberg, microbiologista (Universidade de Tel Aviv, de Israel) e Daniel van Steenbergue, médico (Katholieke Universiteit Leuven, da Bélgica).

    Serviço
    II Encontro Internacional de Halitose no Brasil
    Data: 8 e 9 de novembro de 2010
    Local: APCD – Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas
    Endereço: Rua Voluntários da Pátria, 547 – Santana- São Paulo- SP
    Programação completa, informações e inscrições: www.eventosdehalitose.com.br

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vinda! O que achou do post? Este cantinho também é seu, sinta-se à vontade para comentar, perguntar, sugerir ou mesmo criticar... Um grande beijo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...